Your webbrowser is outdated and no longer supported by Microsoft Windows. Please update to a newer browser by downloading one of these free alternatives.
O aneto (ou endro) provém do Oriente e já era conhecido na Roma dos Césares, onde simbolizava vitalidade.

Mais tarde, em virtude da sua semelhança com o anis e o funcho, passou a ser conhecido por "falso anis", "funcho bastardo" ou "funcho fedorento".

Apesar destas designações pouco simpáticas, as sementes de endro são populares em África e na Escandinávia para temperar carnes e salmão, e as suas folhas usam-se para aromatizar cornichons.