Your webbrowser is outdated and no longer supported by Microsoft Windows. Please update to a newer browser by downloading one of these free alternatives.

O que é?

A carne de vaca é uma fonte interessante de proteínas, minerais e vitaminas, e portadora de uma quantidade apreciável de gordura, em especial de gordura saturada, fonte de doença quando consumida em excesso. Para reduzir o seu consumo, bastam alguns cuidados. Apare toda a gordura visível, sempre que possível.

Uma parte substancial da gordura presente na carne não se vê, por isso, escolha peças com menos gordura, as quais provêm do lombo e da zona traseira do bovino. As costelas e a parte dianteira do animal contêm mais gordura, as carnes picadas fora de casa (hamburgueres), ainda mais.

Escolha métodos culinários que permitam reduzir o teor de gordura como grelhar na brasa. Ao assar, coloque por debaixo da carne, rodelas grossas de cebola, para que a gordura escorra. Antes de cozinhar, deixe a carne repousar numa marinada isenta de gordura. Utilize material que permita reduzir a adição de gordura como as frigideiras de fundo anti-aderente.

Acompanhe os pratos de carne com alimentos pobres em gordura. Prefira massas, arroz, saladas, rejeite batatas fritas ou molhos. Não consuma carne em excesso, em especial se beber com regularidade leite ou seus equivalentes (queijo, iogurtes…) e ovos. Nestas condições, um adulto saudável, para satisfazer as suas necessidades proteicas necessita apenas de 125 g de carne ou peixe por dia..

Em vez da quantidade prefira a qualidade. Felizmente, a carne de vaca que circula no mercado, começa a dar garantias seguras de qualidade. Após o problema da BSE, reforçou-se o processo de certificação dos produtos animais. Atribuíram-se mais selos com a indicação geográfica do produto e respectivos números de série e reforçou-se a vigilância sanitária. Hoje, é possível encontrar no mercado, o novilho cruzado dos lameiros do Barroso, a carne Mirandesa, a vitela de Lafões, a carne Mertolenga ou a carne Arouquesa. Tudo gente de boas famílias, que prefere os pastos e o regime extensivo às farinhas de origem animal. Carne que apenas nos enlouquece o paladar, mas que nos deixa tranquilos quanto ao resto.